Carregando

Dúvidas Frequentes

Dúvidas Frequentes

É um dispositivo eletrônico ao qual possibilita mudar o ronco do motor de totalmente original para esportivo.

O motor é de uso especifico em difusores de escape, pois necessita ser completamente em aço para suportar as grandes temperaturas do escapamento.

O dispositivo possui uma válvula que é instalada no escapamento. Esta válvula é controlada por um botão ou controle remoto sem fio instalado no interior do veículo, onde ao pressionar o botão ou o controle remoto a válvula é aberta e o barulho fica esportivo, e ao pressionar o segundo botão a válvula é fechada e o barulho volta ao original.

O kit é dimensionado de acordo com o diâmetro do escape e o espaço para a colocação do kit, se o escape for de 2 polegadas é indicado que o veículo receba um kit de 2 polegadas e assim por diante. O formato em “T” é indicado para veículos de passeio de pequeno e médio porte com os escapes de 2, 2,5 e 3 polegadas. Já o formato em “Y” é indicado para caminhonetes de médio e grande porte.

2” Polegadas:

2 polegadas ou menor utilizam o kit de 2 polegadas.
Veículos 1.0, 1.4, 1.6, 1.8, 2.0, 2.2, 2.4 todos sem turbo.

2,5” Polegadas:

Diâmetros maiores que 2 polegadas e menores ou igual a 2,5 polegadas utilizam o kit de 2,5 polegadas.
Veículos com motor 1.6, 1.8, 2.0 com turbo original;
Veículos v6 onde, em grande parte, o escapamento é apenas 1 cano, podendo ter 2 saídas.
Exemplo: Azera, Fusion, Ômega, etc.

3” Polegadas:

F250, Silverado, BMW 328, etc.

4” Polegadas:

Dodge Ram e Caminhões.

Não, ambos os formatos possuem o mesmo rendimento e geram o mesmo barulho. Isso acontece porque o que faz os gases saírem pela válvula quando aberta é a pressão existente no próprio escapamento, então quando se abre a válvula os gases saem por ela independente do formato do difusor.

O difusor com o formato de “Y” é indicado para caminhonetes, pois em alguns casos se coloca um prolongador maior e mais grosso na saída da válvula, este prolongador serve para aumentar e engrossar o barulho dos motores a diesel, então seria muito difícil se colocar um cano de grande diâmetro saindo da lateral do escape; e com o difusor em formato de “Y” o cano sai em um ângulo menor, o que facilita a fixação do cano de maior diâmetro no próprio escapamento original.

O kit é composto de difusor, válvula de controle, prolongador, tampa e chicote elétrico, além dos demais itens de fixação e vedação.

A vedação da passagem dos gases do escapamento é feita por uma válvula mecânica que pressiona metal contra metal para vedar a passagem dos gases. Esta vedação deve ser muito bem-feita para que não haja vazamentos, porém, com o passar do tempo, pode ser que alguma sujeira ou crosta de fumaça comesse a aparecer entre os 2 metais de vedação. Para este caso é necessário retirar a válvula e proceder com a limpeza da mesma com um pincel e spray desengripante nas abas de vedação. Este processo é muito difícil de ser feito de forma eficiente em difusores que possuem a válvula integrada com o difusor. Outro ponto muito importante é a compatibilidade entre os kits. Os kits para escapamento de 2 ou 2,5 polegadas atendem a 95% dos veículos em circulação no Brasil e independente do formato em “Y” ou “T” utilizam exatamente a mesma válvula, desta forma se o cliente trocar de carro e o novo carro possuir um diâmetro de escapamento diferente do antigo, ou precisar de um novo formato, ou ainda se o cliente não quiser que o difusor fique com soldas antigas, ele pode adquirir apenas um novo difusor, que custa uma fração do kit completo e desta forma utilizá-lo com a mesma válvula e chicote antigos, tendo assim uma economia muito grande, pois o componente mais custoso do kit é a válvula de controle, (3/4 do valor do kit é a válvula)

O difusor é fixado no escapamento por meio de solda elétrica (mig ou tig) ou maçarico (oxiacetileno) para isso se corta um pequeno comprimento do escape original (18cm) e no lugar se solda o difusor, neste difusor é fixado por meio de parafusos à válvula elétrica de controle e também o prolongador. Este serviço pode ser feito sem problemas em qualquer loja de escapamentos ou oficina mecânica que possua um elevador e máquina para soldagem. A alimentação pode ser feita diretamente na bateria, em seguida se liga o fio na válvula de controle e então o botão de acionamento. Este serviço pode ser feito pelo próprio usuário se o mesmo possuir um mínimo conhecimento de eletricidade.

Se o cliente quiser muito barulho ele pode instalar o difusor mais próximo do motor, entre o catalisador e o abafador intermediário, para este caso o barulho tende a ficar mais estralado e mais intenso. Para os motores a gasolina não se recomenda a instalação antes do catalisador e antes da solda lambda, para os motores a diesel o barulho fica melhor antes do catalisador, sendo necessário em alguns casos retirar ou trocar o mesmo de lugar. Se ele quiser um som mais grave e menos intenso pode instalar entre o intermediário e o abafador traseiro.

De forma alguma, não prejudica de forma alguma o motor ou qualquer outro componente do veículo.

Teoricamente com a instalação do kit o motor tente a gerar uma maior potência em altos giros, porém na prática pouca diferença se percebe, com relação ao consumo o simples fato da válvula estar aberta ou fechada não influência em nada no consumo, o que normalmente acontece é que quando a válvula está aberta, o usuário normalmente pisa mais fundo no acelerador, aí consequentem